Contenções e Muro de Arrimo

Muros de Arrimo por Gravidade: Os muros de arrimo por gravidade são aqueles que contém a parcela de solo somente com a atuação do seu peso próprio. Estes muros, geralmente, possuem grandes dimensões. A sua utilização se torna limitado em locais onde existe pouco espaço. Quanto mais alta a contenção, maior será o peso do muro necessário para conter o solo. Os tipos de muro de gravidade mais comuns são: 

• Muros de alvenaria de pedra: este tipo de muro consiste na execução de uma com pedras argamassadas apoiadas em uma sapata de fundação; 

• Muro de concreto ciclópico: é um muro simples de ser executado, basicamente o muro é executado com concreto simples e pedra de mão; 

• Muro de gabião: o muro de gabião é amplamente utilizado em rodovias e taludes próximos a córregos, é formado por inúmeras gaiolas de aço que são preenchidas com pedra; 

• Muro de pneus: consiste no empilhamento de pneus que foram descartados com preenchimento de uma mistura de solo cimento 2 – Muros de arrimo por flexão: Os muros de arrimo de flexão são mais esbeltos que os muros de gravidade. Não utilizam apenas o seu peso próprio para suportar a carga do solo, mas são feitos com materiais resistentes e armados com barras de aço. O suporte da força do solo é realizado pelo conjunto concreto mais aço, ou seja, são os muros de concreto armado. Os tipos de muro de flexão mais comuns são: 

• Muro de concreto armado: é o muro convencional, constituído apenas por concreto e barras de aço. Possui dois componentes bem definidos que é a sapata de fundação e a parede que contém o solo. 

• Muro de bloco armado: uma opção muito utilizada é a substituição da parede em concreto armado convencional, por blocos estruturais cheios de concreto armados; 

• Muro com contraforte: são muros utilizados para grandes alturas, são semelhantes ao muro de concreto armado convencional, mas possuem ao longo do seu comprimento elementos chamados de contraforte, são como paredes de concreto construídas perpendicularmente ao muro, conferindo maior rigidez à estrutura; 

• Muro com vigas e pilares: outra forma de executar os muros de arrimo é a utilização de um muro com vigas, pilares e preenchido com blocos. É de suma importância para o funcionamento deste muro boas fundações para os pilares. Ainda existem outros tipos de técnicas construtivas, mas que são direcionadas para situações excepcionais, como grandes contenções, cortinas atirantadas, solo grampeado, paredes de diafragma, entre tantas opções.